Dia de Celebração - Projeto Brasileirinhos

Na quinta-feira, dia 12 de dezembro, foi realizado um evento no CEU Paraisópolis, com a presença dos alunos do Projeto Brasileirinhos, que receberam os uniformes e fizeram pequenas apresentações, parte do repertório que foi ensaiado durante o ano. O evento também contou com a alegria de Daiane dos Santos, que agradeceu pessoalmente aos apoiadores (entre eles a Translovato), pontuando o quão significativo é a presença deles para todos do projeto.

 

Esse mesmo evento também representou o início de mais um ano de atividades, onde os patrocinadores puderam entregar os kits com uniformes aos novos participantes do projeto.

 

Essa troca de experiência se mostrou gratificante para todos envolvidos, mostrando a importância que tem o esporte na vida das crianças e também a presença de quem faz esse lindo projeto acontecer.

 

A Translovato esteve presente no evento representada pela sua profissional Márcia Rebolo, Supervisora Adm. e Qualidade, que considerou o evento muito gratificante e relatou: "O CEU Paraisópolis tem uma estrutura bem legal! E você vê a dedicação deste projeto!"

 

-------------------------

ENTENDA O BRASILEIRINHOS:

 

Somente entre os anos de 2017 e 2018, o projeto Brasileirinhos acolheu quase 500 crianças e jovens. O público indireto beneficiado (familiares) passou de 8.000 pessoas.

 

O projeto, criado e idealizado pela campeã Daiane dos Santos, entra no QUINTO ano consecutivo. São cerca de 250 crianças e jovens atendidos por ano na prática de ginástica artística na comunidade de Paraisópolis/SP.

 

O grande objetivo é oferecer aulas da modalidade o público infanto-juvenil com idades entre 6 e 16 anos em turmas aplicadas por profissionais qualificados e técnicos e, ainda, dar oportunidades de participação em festivais vidando o conceito esporte de inclusão. Toda a execução do projeto é acompanhada pessoalmente por Daiane dos Santos.

 

Além da prática esportiva, Brasileirinhos desenvolve a socialização entre os alunos, estimula a interação efetiva que contribua para o seu desenvolvimento das capacidades físicas e habilidades motoras. Com esse processo, diminui a exposição aos riscos sociais como drogas, gravidez precoce e criminalidade, além do trabalho infantil. Os participantes do projeto também melhoram no desempenho e evitam a evasão escolar. Visão de cidadania com ações sociais diferenciadas que beneficiam também a família e a comunidade.